Moda íntima feminina: por que entrar nesse mercado?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Virtual Fashion Moda íntima feminina por que entrar nesse mercado

Se você trabalha com revendas, provavelmente já pensou em possibilidades de mercados que poderia entrar, para obter sucesso nessa tarefa. Revendas de produtos de casa, utensílios de cozinha, roupas, alimentos, shakes: existem tantas possibilidades para se tornar um profissional do ramo de revendas que, muitas vezes, é até difícil tomar uma decisão que consideramos certa.

Mas, você já parou para pensar na possibilidade de entrar no mercado de moda íntima feminina? Neste artigo, vamos lhe explicar por que essa pode ser a opção mais interessante para quem está dando os primeiros passos nesse universo. Confira!

Toda mulher precisa de peças íntimas

O mercado de moda íntima feminina é um mercado que nunca vai estar em queda, e você sabe por que? Toda mulher, mais cedo ou mais tarde, vai precisar comprar novas peças íntimas, seja para trocar peças antigas, aumentar seu volume de peças disponíveis ou até mesmo presentear uma familiar ou amiga.

Entrar no mercado de moda íntima feminina, portanto, é uma ideia interessante para quem não quer correr o risco de se aventurar em áreas que não tem tanta estabilidade de vendas quanto essa.

A moda íntima feminina é um mercado que sofre pouca influência das tendências

Outra grande vantagem do mercado de moda íntima feminina é que ele sofre pouca influência das tendências da moda. É claro que sempre serão criadas peças diferentes com a chegada de novas tendências, entretanto, os modelos tradicionais sempre terão uma enorme procura da clientela, afinal, é sempre bom contar com essas peças chave no armário.

Se você procura um mercado que sofra pouca influência das tendências para não ter que se preocupar com distribuição inteligente do estoque, saiba que a moda íntima feminina então é a sua praia.

É possível trabalhar com todos os tipos de peças

Trabalhar com moda íntima feminina não significa vender somente calcinhas. É possível comercializar também sutiãs, peças íntimas para crianças e até mesmo as mais sexyies lingeries do mercado. Se você tem um público que te procura com frequência, pode ser interessante começar a pensar em diversificar o seu mix. Quem sabe, no futuro, valha a pena até mesmo começar a vender algumas peças íntimas masculinas?

Pijamas também entram na lista de produtos

Sim, trabalhar com moda íntima também é investir em pijamas, afinal, não existe nada mais íntimo do que o momento do seu sono, não é mesmo? Para tornar seu mix ainda mais completo, você pode trabalhar não apenas com as peças mais lindas de calcinhas, sutiãs e lingeries, como também com os pijamas mais confortáveis e bonitos do mercado!

A chance de criar uma clientela fiel é maior

Como a moda íntima feminina é um mercado que nunca sai de moda, a sua chance de conquistar, ao longo do tempo, uma clientela fiel, é muito maior do que se trabalhasse com outros tipos de produtos. Para quem quer crescer rápido e ter estabilidade, trabalhar com esse tipo de peça pode ser a escolha acertada.

Você se convenceu de que a revenda de moda íntima feminina é o mercado para você que quer trabalhar com revendas? Conte para a gente!

moda íntima feminina

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×