Quais as vantagens em ter uma fonte de renda secundária?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

iajar para o exterior, pagar (e adiantar) as prestações do carro novo, quitar dívidas que ficaram lá para trás ou simplesmente fazer uma poupança. São tantos os sonhos e desejos, que muitas vezes, a gente se pergunta: “Como conseguir fazer tudo isso com o meu salário?”… Bom, se você ganha pouco, mas sonha alto, o jeito é garantir uma renda extra e alçar voos maiores.

Neste post, você vai conhecer quatro vantagens da fonte de renda secundária, bem como algumas dicas bacanas sobre como alcançá-la. Confira:

Segurança

A crise econômica está aí, ameaçando com um mix de desemprego, inflação e alta do dólar. Nesse período nebuloso em que a gente sai de casa para o trabalho sem saber se vai terminar o dia empregada, a segurança de uma fonte de renda secundária é fundamental. Ainda mais se essa “graninha” a mais for igual ou maior do que seu salário “oficial”: dá para passar ilesa ao terrorismo da demissão e manter o foco no trabalho.  

Planejamento

Enquanto a fonte de renda primária é normalmente comprometida com as contas habituais de luz, combustível, aluguel, condomínio, etc, uma fonte de renda secundária pode viabilizar o planejamento a longo prazo acerca de coisas prazerosas, como uma longa viagem por vários países da Europa; mas também de benefícios para uma vida inteira, como a compra de um sítio ou casa na praia, ou uma previdência privada.   

Quitar dívidas

Muitas vezes a gente arrasta dívidas por anos e anos, recorrendo a empréstimos bancários e cartões de crédito que acabam se tornando verdadeiras bolas de neve, corroendo nosso orçamento com juros acima da média e correção monetária.

Com uma fonte de renda secundária e uma boa dose de planejamento, é possível adiantar prestações e ainda eliminar as taxas de juros embutidas, migrando do vermelho para o azul sem precisar de sacrificar o salário.

Satisfazer suas vontades

Tudo bem, ninguém está dizendo que não dá para fazer umas comprinhas de vez em quando com o seu salário, longe disso. Mas o fato é que, diante de tantas contas que não param de subir, praticamente não sobra nada para aquele vestidinho de festa caríssimo que você adora paquerar na vitrine do shopping.

Para quem tem as contas em dia, uma fonte de renda secundária pode servir como um salvo conduto para enfiar o pé na jaca e adquirir produtos que sempre sonhou, mas nunca teve coragem de comprar.   

Se já se convenceu das vantagens em se ter uma fonte de renda secundária, deve saber que há muitas opções para se trabalhar em casa, principalmente se você se interessa pela revenda de produtos conceituados. A internet é um vasto meio de produção, comercialização e divulgação de marcas e produtos. E o networking consolidado no meio digital também pode ser trazido para o ambiente não virtual, requerendo o mínimo de estrutura, mas muita dedicação. E então, pronta para inflar sua receita?

Tem mais sugestões sobre como ganhar uma renda extra sem precisar sair de casa? Talvez você se interesse por este e-book com um conteúdo bem legal sobre o mesmo tema!   

fonte de renda secundária

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×